Raul Seixas - A Pedra Do Gênesis (1988)

A Pedra do Gênesis é o décimo quarto álbum de estúdio solo de Raul Seixas, lançado em 22 de agosto de 1988 pela gravadora Copacabana. Este foi o último álbum solo do cantor e o último pela pequena gravadora paulista. Representou uma última tentativa de retornar ao personagem do místico e do profeta que marcaram a fase de maior sucesso de público e crítica de sua carreira. O álbum começa com "A Pedra do Gênesis" que tem ecos do misticismo de "Eu Nasci Há 10 Mil Anos Atrás" e, também, de "Gîtâ" Segue com "A Lei", cuja letra é uma ode ao anarquismo, que tem uma orquestração mais pesada e definida e conta com frases do manifesto da sociedade alternativa, trazendo a música homônima incidentalmente. "Fazendo o Que o Diabo Gosta" apresenta uma correspondência sutil com "S.O.S.", do álbum Gita. "Não Quero mais Andar na Contramão (No No Song)" é uma versão da canção de Hoyt Axton, tornada famosa pelo ex-Beatle Ringo Starr em seu álbum Goodnight Vienna, de 1974. A canção é apenas uma brincadeira, sem nenhuma história pessoal ou propaganda, segundo Raul. "Lua Bonita" é uma toada de Zé do Norte da qual Raul faz uma bela versão e "Areia da Ampulheta" encerra o disco com ecos, novamente, de "Gîtâ".

Faixas:
01. A Pedra do Gênesis 
02. A Lei
03. Check Up
04. Fazendo O Que O Diabo Gosta
05. Cavalos Calados
06. Não Quero Mais Andar Na Contramão (No No Song)
07. I Don’t Really Need You Anymore
08. Lua Bonita
09. Senhora Dona Persona (Pesadelo Mitológico Número 3)
10. Areia Da Ampulheta

Baixar:

59 MB - ZiP - MP3 - 320 Kbps - REMASTERIZADO



Comentários

Postagens mais visitadas