Pular para o conteúdo principal

Cartola - Verde Que Te Quero Rosa (1977)

A necessidade de proteger a cabeça do cimento que despencava lá de cima, durante o árduo trabalho de operário na construção civil, o forçou a usar um chapéu coco, encontrado no lixo. O apelido, que mais tarde também se tornaria o seu nome artístico, surgiu dali. Autodidata no violão – Cartola já era assediado, do “alto de seus vinte e poucos anos”, por gente de peso da música popular brasileira que estava à procura de sambas para seu repertório. Vendeu alguns deles e acabou sendo gravado por Francisco Alves, Carmen Miranda e Silvio Caldas, entre outros. A foto espetacular da capa do LP, tirada de óculos escuros, com cigarro aceso, cafezinho e muita, muita classe, dá ideia da música que está cravada nos sulcos do vinil – Verde Que Te Quero Rosa é um grande disco do mestre Cartola. Seu repertório conjuga sambas inéditos de diversos períodos com diamantes de sua produção presente, registrados com o “auxílio” de um super time de amigos: Nelson Cavaquinho, Radamés Gnatalli, Altamiro Carril…

Maria Bethânia - Rosa Dos Ventos: O Show Encantado (1971)

Depois da fase de boates e pequenos teatros, Bethânia partiu para espetáculos mais ambiciosos e platéias maiores. Rosa dos Ventos (1971), que originou este disco, selava definitivamente a feliz parceria da cantora com o diretor Fauzi Arap, num estilo de espetáculo bem teatral, entremeando textos e canções populares de várias épocas e estilos. Nele, a cantora declamava pela primeira vez Fernando Pessoa e cantava jóias de letras ora enigmáticas, como as caetânicas Janelas abertas nº 2 e (Objeto) Não identificado, ora mágicas, como Doce mistério da vida, Minha história e um pot-pourri de canções praieiras. Apesar de mal gravado e de picotar o roteiro original do show, este disco foi seu LP mais vendido até então por ser um documento histórico deste espetáculo que exprimiu o sentimento de toda uma geração, causando uma verdadeira catarse no público, e mudou até mesmo o conceito de “shows de cantores” que se tinha até então no Brasil. Antológico.

Faixas:
01. Assombrações

02. O Tempo e o Rio - Ponto de Oxum
03. Texto No. 1 - O Mar (Canção Praieira) - Canção Da Partida (Suite Dos Pescadores) - Avarandado
04. Texto - Toalha Da Saudade - Imitação - Hora Da Razão
05. Cantigas de Roda
06. Texto No. 2 - Doce Mistério Da Vida
07. Minha História - Lembranças
08. El Dia Que Me Quieras
09. Rosa Dos Ventos
10. Texto No. 3 - Janelas Abertas No. 2
11. Texto No. 4 - Não Identificado
12 Flor Da Noite
13. Texto No. 5 - Movimento Dos Barcos

Baixar:

73 MB - ZiP - MP3 - 320 Kbps - REMASTERIZADO




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Gal Costa - Bem-Bom (1985)

Bem Bom é o vigésimo álbum de Gal Costa. Como maiores sucessos se destacaram as baladas "Sorte", em dueto com Caetano Veloso, e "Um Dia de Domingo" com Tim Maia.
Faixas:
01. Sorte (com Caetano Veloso)
02. O Último Blues
03. Um Dia de Domingo (com Tim Maia)
04. Acende o Crepúsculo
05. Muito Por Demais
06. Romance
07. Musa de Qualquer Estação
08. Bem Bom
09. Todo o Amor que Houver Nesta Vida
10. Quem Perguntou Por Mim
11. De Volta ao Futuro

Baixar:
104 MB - ZiP - MP3 - 320 Kbps - REMASTERIZADO
pCloud - Google Drive - Box - MEGA - MediaFire



Chico Science & Nação Zumbi - Afrociberdelia (1996)

O segundo e último disco de Chico Science e Nação Zumbi foi lançado em 1996, é considerado seu melhor trabalho e deu sequencia ao revolucionário manguebeat, introduzido no Brasil por eles e pelo  Mundo Livre S/A. Produzido por Eduardo Bid, composto por 23 músicas, como “Manguetown”, “Samba do Lado”, “Etnia”, “O Cidadão do Mundo”, “Macô” (com participação de Gilberto Gil) e outras. Além da antológica regravação de “Maracatu Atômico”, de Jorge Mautner. 
Faixas: 01. Mateus Enter  02. O Cidadão do Mundo  03. Etnia  04. Quilombo Groove (Instrumental)  05. Macô  06. Um Passeio no Mundo Livre  07. Samba do Lado  08. Maracatu Atômico  09. O Encontro de Isaac Asimov e Santos Dumont no Céu  10. Corpo de Lama  11. Sobremesa 12. Manguetown  13. Um Satélite na Cabeça  14. Baião Ambiental (Instrumental)  15. Sangue de Bairro 16. Enquanto o Mundo Explode 17. Interlude Zumbi 18. Criança de Domingo 19. Amor de Muito 20. Samidarish (Instrumental) 21. Maracatu Atômico (Atomic Version) 22. Maracatu Atômico (Ragga Mix) 23. Marac…

Raulzito E Os Panteras - Raulzito E Os Panteras (1968)

Raulzito e os Panteras foi o primeiro e único álbum lançado pela banda Raulzito e os Panteras, que continha entre seus membros o futuro cantor e compositor Raul Seixas. Os outros integrantes foram Eládio Gilbraz, Mariano Lanat e Carleba. As gravações ocorreram no final do ano de 1967 e seu lançamento, no início de 1968, pela gravadora EMI-Odeon. Raul Seixas, ainda conhecido apenas por "Raulzito", assina oito das 12 canções do disco. As vendas do disco foram consideradas baixas, o que resultou no fim do grupo. A capa do álbum faz uma alusão ao disco With the Beatles dos Beatles.
Faixas:
01. Brincadeira
02. Por Que? Pra Que?
03. Um Minuto Mais (I Will)
04. Vera Verinha
05. Você Ainda Pode Sonhar (Lucy In The Sky With Diamonds)
06. Menina de Amaralina
07. Triste Mundo
08. Dê-me Tua Mão
09. Alice Maria
10. Me Deixa Em Paz
11. Trem 103
12. O Dorminhoco

Baixar:
58/ MB - ZiP - MP3 - 320 Kbps - REMASTERIZADO
pCloud - Google Drive - Box - MEGA - MediaFire