Gal Costa - LeGal (1970)

Se Gal foi o disco mais descaradamente roqueiro da cantora, LeGal é o mais bem urdido e mais sintético dos álbuns desta fase. Sem abandonar a abordagem roqueira, Gal se afasta das tonalidades rústicas e estridentes do disco anterior para nos dar uma obra redonda, sintética e pop. Da abertura clássica, com uma versão furiosa de “Eu Sou Terrível”, mais uma faixa de Roberto e Erasmo num disco de Gal, movida a metais em brasa, à evocação dylaniana de “London, London”, de Caetano Veloso, ou ouvinte é levado por diferentes paisagens, que incluem a estranha e bela síntese de blues e samba de The Archaic Lonely Star Blues, de Jards Macalé e Duda, o lindíssimo blues da mesma dupla, “Hotel das Estrelas”, o jazz tradicional de “Love, Try and Die”, com um coro superstar que incluía Tim Maia e Macalé, o blues com órgão, “Minimistério”, de Gil, e a releitura de Luiz Gonzaga em “Acauã”.

Faixas:
01. Eu Sou Terrível
02. Língua Do P
03. Love, Try And Die
04. Mini-Mistério
05. Acauã
06. Hotel Das Estrelas
07. Deixa Sangrar (Carnaval 1971)
08. The Archaic Lonely Star Blues
09. London, London
10. Falsa Baiana

Baixar:

75 MB - ZIP - MP3 - 320 Kbps - REMASTERIZADO



Comentários

Postagens mais visitadas