Ednardo - O Azul e o Encarnado (1977)

Ednardo elaborou seu disco e seu show a partir de um jogo que brotou de sua imaginação e visão poética de vida: o objetivo do jogo é, saindo dos pés chegar à cabeça do homem. São três as opções e livres as regras: estômago, coração e razão. São estas as áreas onde se desenvolve o jogo poético, musical e vital de Ednardo: a que usa os pés, as pernas e o ventre, como nas músicas "Está Escrito", "Pastora do Tempo", e "Cantiga do Bicho da Cerca". Uma das músicas mais fortes do disco-show é uma dramática e rockandrolleira "Como é Difícil não ter 18 Anos", na mesma área de jogo das forças destrutivas que existem no mesmo cordão, como no Azul e Encarnado do pastoril de sua memória. Braços e mãos na mesma área. No mesmo disco, há ainda momentos de luminosa música poética. Ou poética musical. Acróstico sonoro. Morrendo para poder renascer: "Fenix"

Faixas:
01. Está escrito
02. Pastora do tempo
03. Cantiga do bicho da cerca (Cantiga De Ninar)
04. Somos uns compositores brasileiros
05. Boi mandingueiro 
06. Cheros e choros
07. Receita da felicidade
08. Como é difícil não ter 18 anos
09. Armadura
10. Maresia
11. Fênix
12. Fio da meada
13. Ideias

Baixar:

87 MB - ZiP - MP3 - 320 Kbps - REMASTERIZADO



Comentários

  1. Incrível, como você conseguiu esse disco do genial Ednardo?! Show de bola. Valeu, amigo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas